Atendimento Conta: 31 3892-6500 | 31 3891-5215 | Vazamentos e Plantão: 31 3899-5600

5cb5f5e2d4d0af2f00ef0d14fdd7cd95.jpg
28ac95ed734c9e6852d603a8b9c1d2a8.jpg
22aeef72da3c77d2517fc3bfd1773f30.jpg
Rede Municipal inicia ano letivo 2018
Publicado em Notícias

Secretaria de Educação apresenta números da volta às aulas

Os desafios do ano letivo de 2018 iniciam com o otimismo que permeia o trabalho da equipe gestora das políticas educacionais no município. Muitas conquistas foram pontuadas no dia a dia com diálogo, negociação e tomada de decisão conjuntas, aproximando relações entre secretaria e gestores escolares.

Nesta semana, quase 5 mil alunos de 249 turmas de 17 escolas da rede municipal voltaram às aulas. O município atende aproximadamente 1.300 alunos na modalidade educação infantil, 300 alunos na modalidade educação de jovens e adultos e 3.400 alunos no ensino fundamental. Entre eles estão 72 alunos de inclusão, que são aqueles que possuem alguma deficiência, distribuídos em 15 escolas adaptadas.

Para atender essa quantidade de alunos a rede dispõe de um total de 336 professores, sendo que para o ano letivo de 2018 foram inseridos 105 novos docentes contratados por meio de processos seletivos, já inclusos nessa soma. Além disso, cooperam para o funcionamento das escolas 209 servidores, como supervisores pedagógicos, assistentes administrativos e auxiliares de serviço escolar, além de 71 monitores bolsistas estudantes de graduação. Para 2018 também foram contratados por meio de processos seletivos 35 novos servidores.

As cantinas foram abastecidas com antecedência. As licitações para compra de gêneros alimentícios exigiram mais qualidade e a compra de hortifrúti priorizou os pequenos produtores da agricultura familiar local. Os vegetais colhidos nas terras viçosenses representam 87% do total de hortifrúti utilizado na merenda dos alunos. Para o ano letivo de 2018 a prefeitura adquiriu 135 toneladas de alimentos para toda merenda escolar, com um investimento total de R$ 684.559,65, sendo R$ 245.390,83 referentes à aquisição exclusiva de produtos da agricultura familiar.

Durante o ano letivo não vai faltar material escolar para uso coletivo nem produtos de limpeza. A prefeitura comprou e já abasteceu as escolas com 79 mil itens de materiais escolares, um investimento de R$ 174.911,55. Para limpeza dos educandários a prefeitura investiu R$ 63.920,50 em 45.510 itens.

Para chegar à escola muitos alunos da rede utilizam do benefício do transporte escolar gratuito garantido pela prefeitura. Na rede municipal 640 alunos utilizam o benefício por meio do transporte coletivo urbano, além de 1.662 alunos da rede estadual, que também são contemplados. Em 2018 a prefeitura deve repassar à empresa prestadora do serviço de transporte coletivo urbano R$ 1.685.064,00 para garantir o benefício aos alunos das redes municipal e estadual.

Na zona rural os alunos são transportados por ônibus, micro-ônibus e vans fretadas pela prefeitura por meio de licitação. Nessa modalidade a prefeitura investe em 2018 R$ 1.197.028,00 para atendimento de 482 alunos da rede municipal e 315 da rede estadual. A prefeitura ainda utiliza veículos da própria frota em algumas rotas rurais. São 14 rotas realizadas diariamente com ônibus escolares do município, atendendo 300 crianças. Todos os ônibus e veículos fretados ou próprios possuem monitores para auxiliar no cuidado com a segurança das crianças.

No último semestre de 2017 a equipe da secretaria de Educação se fez presente nas escolas com o objetivo de otimizar o planejamento, o acompanhamento e a avaliação das ações administrativo-pedagógicas, balizando o trabalho de cada setor dentro da secretaria.

Para a secretária da pasta, Ana Monteiro, as discussões surgidas nas diversas reuniões e encontros serviram de referência para todas as decisões administrativas tomadas neste ano. “Entendemos que o processo formativo de cada educando deve considerar o respeito, a diversidade, a integralidade nas diversas dimensões do ser humano e o compromisso com a superação das desigualdades educacionais. Para isso, realizamos reuniões, seminários, fóruns e parcerias como suporte para viabilizar ações”, comenta.

Entre as novidades deste ano se destaca o novo método educacional implantado na escola municipal Almiro Paraíso, localizada na zona rural há 5 Km do centro da cidade. A escola que chegou a perder turmas no ano passado garante em 2018 oferta de vagas em todos os anos do ensino fundamental I, além de creche e educação infantil. Novos alunos foram conquistados para a escola após um trabalho de campo realizado pela secretaria de Educação em parceria com a Associação Comunitária do Paraíso, com busca ativa residência a residência e trabalho de convencimento dos pais.

Em 2018 os alunos da escola Almiro Paraíso contam com salas de aula temáticas, divididas por disciplina. Os alunos percorrerão todas as salas durante o dia letivo, aproveitado ao máximo as possibilidades de exploração dos conteúdos escolares, que serão relacionados com as atividades do campo. Outra novidade é a inserção da modalidade tempo integral, por meio do qual os alunos terão oficinas de manejo de horta, resíduos sólidos, artes visuais e manipulação de bonecos de luva.

O prefeito Ângelo Chequer visitou algumas escolas nesta primeira semana de aula. Ele elogiou o trabalho desenvolvido pela secretaria de Educação e disse que os gestores devem sempre “pensar grande” e “sonhar alto” para alcançar grandes transformações. “Nosso desejo nesse início de ano letivo é consolidar ações que transformem a realidade escolar em busca dos avanços na formação de crianças, jovens e adultos. A diminuição da evasão escolar, o aumento de vagas para os educandos, a melhoria da infraestrutura nas escolas e a melhoria das condições de trabalho dos profissionais da educação são metas prioritárias”, ressaltou.

A secretária Ana Monteiro finaliza com uma mensagem sobre o resgate do papel da escola como agente transformador da sociedade. “Que tenhamos em cada escola um ambiente educativo, inovador, criativo, comprometido com a sociedade, no qual o educando e suas famílias sintam-se acolhidos e respeitados em suas condições e especificidades fortalecendo assim, laços sociais, afetivos e morais construindo, em conjunto, um ambiente pacífico, democrático e cooperativo que represente a identidade da comunidade”.

(0 votos)

Mais lidas

Parceiros